domingo, 9 de Setembro de 2012

Obrigado!

O tempo nem sempre é muito e acabei por perder a rotina de ir actualizando o blogue. No entanto, acabei de chegar a Portugal e achei que este era o espaço adequado para agradecer as imensas mensagens de apoio e incentivo que temos recebido depois do US Open. É sempre muito gratificante recebê-las! Obrigado a todos! No entanto, esta vida nem sempre é feita de sucessos e de exposição e reconhecimento público. Grande parte do tempo é passado a trabalhar no anonimato, com muitas horas nos campos de ténis, nos aeroportos e nos hoteis. O Frederico é o grande responsável pelos sucessos que tem alcançado. Eu acabo por ser a parte mais visível da equipa que trabalha com ele e que o tem apoiado incondicionalmente. No entanto, para alcançar os resultados que tem alcançado, numa modalidade altamente globalizada e competitiva como é o ténis, são precisas muito mais pessoas. É com essas  pessoas que gostaria de partilhar este momento. Refiro-me antes de tudo aos pais. São eles que lhe dão a tranquilidade que necessita para estar na alta-competição e foram eles que o educaram com os princípios que tem e que contribuíram para formar a personalidade de um "campeão". Todos aqueles que diariamente trabalham (ou trabalharam!) conosco na Academia, e que acabam por formar a nossa "família do ténis", nomeadamente a Vânia Moreira, o Victor Juans, a Adriana Teixeira, o Tiago Olimpio, o Pedro Correia, o Luis Vazão, o Luis Cenicante e o Miguel Moreira. Ao Colégio Rainha D. Leonor, incansável no apoio ao Frederico e a todos os atletas da Academia. Sem as condições e o apoio que dão seria impossível conciliar a exigência do treino e da competição com o imprescindível sucesso escolar. À Direcção do Clube de Ténis das Caldas da Rainha, porque o projecto da Academia só é possível porque acreditaram no nosso trabalho e aceitaram esta parceria. A toda a equipa que dá apoio ao Frederico em diversas áreas, nomeadamente ao Luis Lopes (treino físico), ao Benedito (massagista), ao Marco Clemente (fisioterapeuta), ao Filipe Rebelo (encordoador, parceiro, amigo), aos diversos médicos que vamos pedindo apoio. Aos responsáveis da NIKE e da PRINCE porque acreditaram no Frederico, patrocinam a sua carreira e deram-lhe a possibilidade de continuar a tentar uma carreira no ténis. À FPT porque, apesar das suas limitações, apoiou o Frederico de forma significativa em alguns momentos da sua carreira. Por último, mas não menos importantes, a todos os nossos amigos que estão sempre conosco, mesmo quando perdemos (eles sabem quem são!!!). 

quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

Wild Card

Apesar de estar longe fui-me apercebendo que o meu anterior post acabou por criar grande polémica. Não era esse o meu objectivo. Não pretendia que este fosse transcrito em outros espaços da blogosfera. Mas também não entendo o porquê de tanta polémica. É assim tão estranho estarmos desagradados pelo facto do Frederico não conseguir ter um WC em nenhum dos três futures em Portugal? Limitei-me a constatar um facto sem entrar em ataques pessoais e evitando opinar sobre os "porquês" de ele não ter essa oportunidade. Se o tivesse feito talvez até justificasse melhor o nosso desagrado. Para finalizar, queria esclarecer os mais desconfiados, que o Frederico acabou por não poder jogar o torneio porque tem uma pequena micro-rutura no quadricipete e foi aconselhado a parar durante alguns dias, de forma a poder competir nas próximas semanas. Só quem não nos conhece poderia pensar que o Frederico não jogou o torneio devido a uma "birra" relativamente a um WC! Até breve.

quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Wild Card

Sei bem que os WC são convites das organizações, que podem ser dados a quem bem se quer. Por isso não discuto os critérios (até porque não existem) da sua atribuição. Compreendo também as dificuldades das organizações dos torneios e os interesses comerciais que estão por detrás de quem os organiza. No entanto, da nossa parte, não posso deixar de lamentar o facto do Frederico Silva não ter a oportunidade de, no seu próprio país, ter acesso aos WC que lhe facilitem a entrada no quadros principais dos torneios Future de Faro e Loulé, no momento em que procura ganhar os seus primeiros pontos ATP. Não sei, nem interessa para aqui, as razões porque não foram dados ou a quem foram dados. Apenas procuro constatar um facto...o Frederico Silva é um jogador português, está a Top 10 Mundial de Juniores, tem alcançado muitos êxitos para o ténis português e, em Portugal, não consegue apoios tão simples como a oferta de um WC para um torneio future! Já nem falo de patrocinadores (que não tem nenhum em Portugal!) ou de apoios da FPT. Por muito que se prove, é realmente difícil singrar neste país!

sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

Maiorca D6



Estamos quase no final de mais uma semana de treinos aqui por Manacor. Ontem fizemos cerca de 3 horas no campo e depois optámos por prescindir da sessão de treino físico. O treino de campo ontem foi, talvez, o mais duro que já fizemos com o Rafa. A intensidade foi brutal, durante mais de uma hora sem qualquer pausa! O Rafa está bem melhor fisicamente do que da última vez que cá estivemos! Ontem, depois de quase uma hora de treino sem qualquer paragem, e quando julgávamos que estaríamos perto de um tempo de repouso, a coisa ainda piorou! O Toni propõe um exercício que obriga a deslocações constantes de ponta-a-ponta do campo!!! O Frederico estava perto da exaustão e o Rafa também já não estava nada fresco...no entanto, com o empenho que os caracteriza, ainda estiveram (e muito bem!) mais 20 minutos neste exercício. Depois veio o repouso e a cena hilariante do dia. Quando estávamos a descansar, entrou um jovem desconhecido no campo a perguntar se podia falar com o Toni e o Rafa. Pretendia, segundo ele, ajudar o Rafa e transmitir-lhe as jogadas do ténis do futuro! Lá tentou explicar, com o Rafa e o Toni a tentar perceber as tais jogadas! Como estavam a falar em Catalão não consegui entender tudo. Às tantas, o próprio Toni, em tom de brincadeira, vira-se para o jovem e diz: "continua a falar em Catalão que eu não quero que os portugueses percebam as tuas jogadas do futuro!". Bem, nem vos vou explicar as jogadas porque não faziam o minímo sentido!!! Mas o jovem foi insistente e, às tantas, para se fazer entender melhor, agarra numa raquete do Rafa e entra para dentro do campo para uma sessão prática de esclarecimento!!! Foi de ir às lágrimas!!! Hoje de manhã voltámos ao campo. Mais 3 horas, sendo que a última fizemos sozinhos porque o Rafa teve de parar. No entanto, o treino de hoje teve a novidade de, pela primeira vez, se ter feito pontos ao fundo do campo. Há muito que tínhamos a curiosidade e a ambição de poder jogar pontos contra o Nadal ao fundo do campo!!! Fizemos dois jogos até 11 pontos sem serviço (felizmente!). O Frederico esteve muito bem, e apesar das dificuldades em aguentar o ritmo, lá se aproveitou dos erros não forçados do Rafa e sacou-lhe os dois jogos por 11/9 e 11/7. Lógicamente, vale o que vale, ou seja pouco, mas dá sempre um certo gozo ganhar alguma coisa ao Rafa! No final do treino ainda fomos ver o novo "brinquedo" dele (Ferrari Enzo). Impressionante!! Hoje não houve tempo, mas o Rafa prometeu que amanhã iríamos com ele experimentar a máquina nova! Treinamos amanhã às 9 horas e de seguida seguimos para o aeroporto para o regresso a casa. Até breve!

quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

Maiorca

Foi com surpresa que, após chegarmos da Austrália, recebemos o convite do Rafa para voltar a Maiorca. Chegámos no domingo pela tarde e segunda feira começámos os treinos. O Rafa está mais bem "afinado" do que da última vez que cá estivemos! Está melhor física e animicamente, mesmo depois daquela "trágica" derrota na final do Australian Open. Treinámos na segunda-feira com o Rafa e na terça acabámos por treinar com alguns jogadores que estão aqui por Maiorca a jogar futures. O Rafa foi a Madrid visitar o Rei e o Rajoy e acabou por não treinar. Ontem, fizemos uma sessão no campo logo de manhã, mas antes disso ainda tivemos a assistir a uma sessão de testes de raquetes e a algumas cenas de publicidade da Babolat com o Rafa. Tive a oportunidade de ver a tecnologia que a Babolat está a desenvolver e fiquei impressionado! Preparem-se para em pouco tempo termos raquetes com "chips", que podem ser ligadas a computadores e fornecer-nos dezenas de informações sobre aquilo que fazemos!!! Desde intensidade do top spin, velocidade da raquete, zona de impacto da bola na raquete, numero de pancadas batidas, etc. Até breve!

quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

Australian Open D5

Cá estou eu para vos falar do nosso ultimo dia aqui no Australian Open! De manhã fomos até ao centro da cidade dar uma volta. Hoje é o dia da Austrália e é feriado. Milhares de pessoas pelas ruas do centro de Melbourne. Depois fomos até Melbourne Park almoçar e esperar pela tão desejada sessão de aquecimento com o Federer. À hora marcada lá estávamos junto ao players lounge, como combinado. No caminho, passámos pelo campo para onde estava previsto o treino e já lá estavam centenas de pessoas à volta do court e muitos seguranças! O Federer lá apareceu, um pouco atrasado, fomos apresentados e rumámos até ao campo 16 de Melbourne Park. Assim que aparecemos no corredor de acesso ao campo, começaram os gritos da multidão que esperava ansiosamente pelo Federer. O aquecimento durou cerca de meia hora e não teve muita intensidade. Bem diferente do Nadal que, mesmo nos aquecimentos, gosta de imprimir um ritmo forte. Depois de uns quantos serviços e respostas, o Federer fez-nos sinal que estava ok, colocou a raquete no saco, veio simpaticamente cumprimentar-nos e saiu rapidamente do campo com os seguranças. A tão pouco tempo de um jogo tão importante, viu-se que procurava estar concentrado e que tentava afastar-se o mais possível da confusão. Nem tivemos coragem para o chatear com as fotografias da praxe, que ele sempre acede de forma gentil. Os únicos registos são de um amigo que teve a gentileza de tirar umas fotografias e enviar-nos. Amanhã partimos logo pela manhã. Espera-nos uma longa e dura viagem até Lisboa! Até breve!

quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Australian Open D4

Terminou hoje a nossa prestação no Australian Open. O Frederico perdeu com o checo Pavlasek. A história da ronda anterior repetiu-se mas, infelizmente, desta vez ao contrário! O jogo resume-se facilmente num dado estatístico: o Frederico teve 5 pontos de break e não venceu nenhum; o adversário teve 4 pontos de break e venceu 3! Hoje senti o Frederico mais confiante a jogar ao fundo do campo, onde a maioria das vezes conseguia dominar os pontos. No entanto, não esteve tão bem ao nível da resposta ao serviço e isso foi-lhe fatal, contra um adversário que serviu a grande nível ao longo de todo o encontro. Apesar de tudo, grande mérito do Pavlasek que, ou muito me engano, ou a jogar assim ainda vai chegar muito longe neste Open. Tinhamos a ambição de conseguir mais mas, apesar de tudo, acabou por ser uma boa prestação do Frederico. Há que continuar e tentar fazer melhor no próximo ano! Terminada a parte competitiva, restam agora alguns dias de repouso. Da parte da tarde viemos descansar para o hotel e ao final do dia aproveitámos para ir jantar ao centro e dar uma volta pela cidade. Adoro a cidade e o ambiente! De regresso ao hotel, fui surpreendido por uma chamada da organização do AO. É verdade que tinha uma carta no meu quarto a pedir para ligar com urgência para a organização do AO. A carta tinha como assunto "practice". Como não pretendíamos treinar, não dei grande importância e não liguei. No entanto, confesso que achei muito estranho me enviarem uma carta para o quarto com carácter de urgência e, ainda por cima, para treinar!!!! Mais tarde, recebo uma chamada e uma simpática senhora informa-me que está a ligar a pedido do Roger Federer (ainda soltei um "who???") e perguntava se era possível o Frederico amanhã fazer o aquecimento com ele, antes do jogo com o Nadal! Estava desvendado o mistério! Apesar de termos previsto não pegar na raquete nos próximos dias, o convite era irrecusável. Acertámos os pormenores e ficou combinado encontrar-nos com o Federer, no players lounge, por volta das 16.45h. O aquecimento será no Rod Laver Arena das 17h às 17.30h. Vai ser um grande prazer conhecer e colaborar com o melhor jogador de todos os tempos!!! Até breve!!!